Portugal is actively working towards membership of the SKA Organisation, with the SKA ranked as a high-priority in the Portuguese Research Infrastructure Roadmap (RI) through ENGAGE SKA, a new RI. Although Portugal is not currently a member, the country has a history of participation and contributions to SKA, with partnerships since the 6th and 7th European Framework Programs and membership to the SKA Science and Engineering Committee (SSEC) on behalf of Europe. At this moment, the Portuguese collaboration in SKA comes from both academia and industry in the ICT, Energy and Space sectors. Also, Portuguese scientists are committed to disseminate related research fields, from Cosmology, Galaxy Evolution to Solar Physics and the Cradle of Life and Solar System.

ENGAGE SKA is composed by Instituto de Telecomunicações, University of Aveiro, Faculty of Sciences of University of Porto, University of Évora, Polytechnic Institute of Beja. It is supported by TICE.pt and by Industry Consortium. During the project Pre-Construction phase, the Portuguese contribution extends over several design activities. The ENGAGE SKA is a member of the SKA Telescope Manager Consortium (SKA-TMC) led by NCRA (India), the SKA Dish Consortium (SKADC) led by CSIRO (Australia), the SKA INFRA-SKA Consortium led by SKA-SA (South Africa), the SKA Signal and Digital Transport (SADT) and Software Data Processor (SDP) led by the University of Manchester and the University of Cambridge. Furthermore, ENGAGE SKA is a member of the Aperture Array MID Frequency Consortium (AAMID).

 

Portugal tem assumindo um papel significativo e está a trabalhar para se tornar membro do SKA, colaborando ao nível da ciência, inovação e indústria. O SKA está classificado com de alta prioridade no Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Relevância Estratégica (IIRE) através da IIRE ENGAGE SKA. Apesar de ainda não ser um país membro, Portugal tem um histórico de participação em actividades do SKA, com parcerias desde o 6º e 7º Programa-Quadro da União Europeia, tendo sido membro do Comité de Ciência e Engenharia do SKA (SSEC), em representação da Europa. De momento, a colaboração Portuguesa provem de instituições académicas e industriais dos sectores das TICE, Energético e Espacial. Por seu lado, os cientistas portugueses estão envolvidos na investigação de Cosmologia, Evolução das Galáxias, Física Solar e Origem do Sistema solar.

O ENGAGE SKA é constituído pelo Instituto de Telecomunicações, Universidade de Aveiro, Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, Universidade de Évora e Instituto Politécnico de Beja. É apoiado pelo TICE.pt e por um Consórcio Industrial. Durante a fase de Pré-construção, o envolvimento português estendeu-se a diversas atividades de especificação do projeto. Sendo que, o ENGAGE SKA é membro do SKA Telescope Manager Consortium (SKA-TMC) liderado pelo NCRA (Índia), do SKA Dish Consortium (SKADC) liderado pelo CSIRO (Austrália), do INFRA-SKA Consortium liderado pelo SKA-SA (África do Sul), e dos Consórcios SKA Signal and Digital Transport (SADT) e Processamento de Dados em Software (SDP) liderados pela Universidade de Manchester e pela Universidade de Cambridge. Está igualmente envolvido num programa de tecnologias avançadas, o Aperture Array MID Consortium Frequency (AAMID).

Top